Deputados do PS recebidos na Câmara Municipal de Gaia

Os deputados do Grupo Parlamentar do Partido Socialista eleitos pelo Círculo Eleitoral do Porto foram recebidos pelo presidente da Câmara Municipal de Gaia, Eduardo Vítor Rodrigues, e pelo vice-presidente, Patrocínio Azevedo.

A reunião contou com a participação dos deputados socialistas João Pedro Matos Fernandes, Carlos Brás e Rui Lage.

Foram abordados vários assuntos relacionados com o desenvolvimento do município de Gaia nos últimos nove anos, em particular, o Plano de Reabilitação Integrado do Centro Hospitalar de Vila Nova de Gaia/Espinho, que neste momento é a prioridade absoluta da autarquia.

O município de Gaia foi dos únicos do país a cofinanciar uma empreitada de requalificação de um hospital, criando assim melhores condições de acesso a cuidados de saúde diferenciados e alargando a oferta disponível à população do concelho e de outros municípios a sul do Rio Douro.

O investimento em curso permite concentrar no polo do Hospital Santos Silva, no Monte da Virgem, vários cuidados especializados de saúde, nomeadamente o novo Centro Materno-Infantil.

Outro investimento de grande relevância a decorrer no concelho está relacionado com a extensão da Linha Amarela (D) do Metro do Porto, com uma estação à porta do hospital, servindo assim os utentes nas suas deslocações ao Centro Hospitalar de Vila Nova de Gaia/Espinho.

Entre as medidas levadas a cabo em Gaia, o presidente da autarquia, Eduardo Vítor Rodrigues, também destacou que o município foi pioneiro na implementação de um programa municipal de apoio aos cuidadores informais. A Câmara Municipal de Gaia tem desenvolvido ainda uma forte aposta no apoio ao arrendamento, sendo o segundo município do país com mais contratos de arrendamento acessível, ao abrigo do 1º Direito, no valor de 143 milhões de euros.

O tema da descentralização também esteve em cima da mesa, tendo sido abordados os aspetos positivos da capacitação e autonomia das autarquias na gestão das áreas descentralizadas, mas com alertas para algumas inconsistências no processo que devem ser resolvidas a breve termo, contribuindo para o sucesso da transferência de todas competências previstas para as autarquias.

409 Visualizações