Quem vota contra na generalidade mostra não estar disponível para melhorar na especialidade

O Orçamento de Estado para 2021 é hoje votado na generalidade no Parlamento. A proposta do Governo apresenta medidas de forte dimensão social, combate à pandemia com o reforço do Serviço Nacional de Saúde, proteção dos rendimentos e do emprego e apoio à economia e às empresas.

O vice-presidente do Grupo Parlamentar do PS, João Paulo Correia considerou uma “desilusão” o anúncio do voto contra o Orçamento do Estado para 2021 na generalidade por parte do Bloco de Esquerda, garantindo que quem adota esta posição “não está disponível para melhorar o Orçamento na especialidade”.

“Este é um Orçamento com forte dimensão social, reforça o Serviço Nacional de Saúde, protege os rendimentos, protege o emprego e apoia a economia e as empresas. É um Orçamento que mantém as medidas construídas nos últimos quatro anos com os nossos parceiros parlamentares e é um Orçamento com avanços nas áreas prioritárias”, defendeu o deputado socialista durante a discussão, na generalidade, da proposta do Orçamento do Estado para 2021.

João Paulo Correia lamentou a posição do Bloco de Esquerda. “Nós não entendemos como é que alguém que está disponível para negociar se afasta das negociações”, afirmou.

O vice-presidente da bancada do PS ainda destacou que a bancada do PSD “não tem coragem de assumir” que acredita que este Orçamento devia reeditar o “modelo de resposta à crise de 2011” com a aposta na “desvalorização salarial”.

Segundo João Paulo Correia, o modelo ideal para o PSD seria “o modelo do desinvestimento no Serviço Nacional de Saúde, o modelo das privatizações, seria o modelo da descapitalização da Segurança Social e seria o modelo do desmantelamento do serviço público de transportes”, alertou. “Nós lembramos bem o que são reformas para o PSD: congelamentos e cortes”, disse João Paulo Correia.

Dirigindo-se à bancada social-democrata, João Paulo Correia, lembrou as declarações de Rui Rio na semana passada em que defendeu que “devíamos congelar o salário mínimo nacional”.

Vídeo da intervenção de João Paulo Correia, vice-presidente do Grupo Parlamentar do PS, no debate na generalidade do Orçamento de Estado para 2021:

215 Visualizações