Artigo

PS questiona Governo sobre possíveis abusos contra trabalhadora do Pingo Doce em Vila Nova de Gaia

PS questiona Governo sobre possíveis abusos contra trabalhadora do Pingo Doce em Vila Nova de Gaia

Trabalhadora terá sido obrigada a permanecer de pé junto à zona das caixas do supermercado em Avintes. Deputados do PS pretendem apurar os contornos da situação depois de uma denúncia do CESP.

O Grupo Parlamentar do Partido Socialista questionou o Governo sobre os possíveis abusos cometidos contra uma trabalhadora da empresa Pingo Doce em Avintes, Vila Nova de Gaia, após ter tomado conhecimento da situação através de denúncia do Sindicato dos Trabalhadores do Comércio e Serviços (CESP).

A trabalhadora terá sido obrigada, durante três dias, a permanecer de pé junto à zona das caixas de saída, sem trabalho atribuído e sem poder entrar na zona interior da loja. Fonte oficial do Pingo Doce comunicou que a trabalhadora o terá feito por livre iniciativa, por se encontrar suspensa preventivamente de funções na sequência de um processo disciplinar com motivação desconhecida.

Perante a denúncia pública do CESP, que refere que esta situação de impedimento de exercício de funções se deve a uma retaliação pelo facto de esta ter rejeitado a rescisão do contrato, os deputados do Partido Socialista pretendem esclarecer esta ocorrência e saber o que está a ser feito para a resolver.

Na pergunta dirigida à Ministra do Trabalho e da Segurança Social, Ana Mendes Godinho, que tem como primeiro subscritor o deputado Eduardo Barroco de Melo, natural de Vila Nova de Gaia e eleito pelo círculo eleitoral do distrito do Porto, os signatários perguntam se a Autoridade para as Condições do Trabalho (ACT) recebeu alguma denúncia sobre esta situação, quais as diligências efetuadas e quais as sanções em que a empresa incorre se se confirmar a veracidade da denúncia.

A pergunta formalizada no parlamento é também assinada pelos deputados Tiago Barbosa Ribeiro, coordenador do Grupo Parlamentar do PS para as áreas do Trabalho e Segurança Social, Cristina Moreira, João Paulo Correia, Marina Gonçalves, Maria Begonha, Rita Borges Madeira, Hugo Oliveira, Joana Bento, Mara Coelho, Joana Sá Pereira, Fernando José, João Paulo Pedrosa, Maria Joaquina Matos, Cristina Sousa, Ana Maria Silva e Nuno Sá.

260 Visualizações