PANDEMIA NÃO PODE SER PRETEXTO PARA ATAQUES POLÍTICOS

PANDEMIA NÃO PODE SER PRETEXTO PARA ATAQUES POLÍTICOS

Comportamento ignóbil do PSD revela falta de solidariedade e de sentido de Estado.

A Federação Distrital do Porto do Partido Socialista reage com surpresa e indignação ao comunicado da sua congénere do PSD que, a propósito da situação sanitária nos concelhos de Paços de Ferreira, de Lousada e de Felgueiras, lança violentos ataques políticos aos autarcas locais e aos responsáveis dos serviços de saúde.

Estamos a menos de um ano das eleições autárquicas e isso explica o nervosismo do PSD. Mas, neste momento particularmente difícil, a nossa principal prioridade é fazer chegar à população, aos autarcas, aos profissionais e aos responsáveis de saúde uma mensagem de solidariedade, disponibilizando todo o apoio necessário. Precisamos de todos para combater a pandemia e os seus efeitos sanitários, económicos e sociais. 

Por isso, o PS saúda a deslocação do Primeiro-Ministro a Paços de Ferreira, onde reuniu com os responsáveis locais, numa atitude de proximidade institucional assente num sentido de compromisso e procura de respostas aos efeitos da pandemia que devia inspirar todos os atores políticos.

Também por isso repudiamos a visão sectária do PSD, que faz provocações levianas que em nada ajudam ao esforço de contenção da transmissão da Covid-19. Esta pandemia atinge todos por igual. Não conhece ideologias políticas nem opções partidárias. 

O PS, os seus autarcas e dirigentes continuarão concentrados no trabalho em defesa de todos sem olhar à cor partidária de quem governa as autarquias, como já foi amplamente demonstrado. 

*Fotografia: Twitter do Primeiro-Ministro, António Costa

209 Visualizações