Obras no Hospital de Santo Tirso vão permitir reforçar resposta na saúde mental

Os deputados do Grupo Parlamentar do Partido Socialista eleitos pelo Círculo Eleitoral do Porto iniciaram ontem um périplo pelas dezoito Câmaras Municipais do distrito do Porto, começando pelo município de Santo Tirso.

Os deputados Carlos Brás, Joana Lima, Miguel Rodrigues e António Faria foram recebidos pelo presidente da Câmara Municipal de Santo Tirso, Alberto Costa. Em cima da mesa estiveram os investimentos em curso no município na área da saúde, com destaque para a saúde mental e a saúde oral.

A reunião, nos Paços do Concelho, foi seguida por uma visita à Unidade de Santo Tirso do Centro Hospitalar do Médio Ave, onde a comitiva foi recebida pelo presidente do Conselho de Administração, António Barbosa.

O hospital de Santo Tirso está a ser alvo de obras de ampliação e requalificação orçadas em 5 milhões de euros. “Esta obra, há muito tempo ambicionada pelos tirsenses, além de requalificar as instalações existentes, traz novas repostas e novas valências, nomeadamente na área da saúde mental”, afirmou Carlos Brás, coordenador dos deputados do distrito do Porto. O deputado destacou ainda que o município terá assim “mais capacidade de resposta, mais camas de internamento e mais recursos humanos alocados à saúde”.

Alberto Costa, presidente da Câmara Municipal de Santo Tirso, enalteceu o investimento na saúde mental e a nova capacidade de resposta que ficará localizada em Santo Tirso, tendo em conta “que é um dos graves problemas da sociedade e uma área que temos todos rapidamente que combater”.

O novo edifício do Hospital de Santo Tirso, que deverá estar concluído durante o primeiro semestre de 2023, vai acolher “o internamento de medicina interna e o novo internamento de saúde mental, com 24 camas e uma resposta muito qualificada para dar resposta às necessidades da região”, como afirmou António Barbosa, presidente do Conselho de Administração do CHMA.

O autarca Alberto Costa ainda destacou a forte aposta do município na saúde oral. Em 2018, a Câmara assinou um protocolo com a CESPU (Cooperativa de Ensino Superior Politécnico Universitário) que permitiu colocar em funcionamento as consultas de medicina dentária gratuitas para os utentes mais carenciados, no Hospital de Santo Tirso. No mesmo ano, no âmbito de um protocolo com o Ministério da Saúde, foi possível colocar as consultas em funcionamento também na Unidade de Saúde Nova Saúde, em Vila Nova do Campo.

Desde então, nas duas unidades foram já realizados mais de 30 mil tratamentos. O objetivo da autarquia é estender as consultas de saúde oral às seis unidades de saúde familiar do concelho.

184 Visualizações