Novo Governo conta com 8 membros do Distrito do Porto

Um Ministro e sete Secretários de Estado oriundos do distrito do Porto, foram nomeados pelo Primeiro-Ministro, António Costa. Os governantes tomaram posse esta quarta-feira. José Luís Carneiro, Isabel Oneto, João Paulo Correia, Eduardo Pinheiro, Jorge Delgado, Rita Marques, António Leite e Pedro Nuno Teixeira fazem parte do XXIII Governo Constitucional.

Já tomou posse o XXIII Governo Constitucional, o terceiro executivo liderado por António Costa. O Primeiro-Ministro nomeou oito membros oriundos do distrito do Porto.

José Luís Carneiro, até agora Secretário-Geral Adjunto do Partido Socialista, tomou posse como Ministro da Administração Interna. Isabel Oneto foi nomeada para o cargo de Secretária de Estado da Administração Interna, que ocupou de 2015 a 2019. João Paulo Correia, até aqui deputado e vice-presidente do Grupo Parlamentar do PS e presidente da Junta de Freguesia de Mafamude e Vilar do Paraíso, assume novas funções como Secretário de Estado do Desporto e da Juventude.

Três governantes que faziam parte do executivo anterior assumem novamente três secretarias de Estado. Eduardo Pinheiro, voltou a tomar como Secretário de Estado, assumindo desta vez a pasta do Planeamento. Também Jorge Delgado continua como Secretário de Estado, passando agora a liderar a pasta da Mobilidade Urbana. Rita Marques mantém a Secretaria de Estado do Turismo, que conta agora com as novas áreas do Comércio e Serviços.

Há mais dois nomes do Porto que ingressam no executivo. São os casos de António Leite, até aqui vice-presidente do IEFP – Instituto do Emprego e Formação Profissional, e agora nomeado Secretário de Estado da Educação, e de Pedro Nuno Teixeira, professor da Faculdade de Economia da Universidade do Porto, que tomou posse como Secretário de Estado do Ensino Superior.

Com as nomeações para o XXIII Governo Constitucional, saíram três elementos da lista de 19 deputados eleitos pelo Círculo Eleitoral do Porto no passado dia 30 de janeiro. Assim, Paulo Araújo Correia, Maria João Castro e António Faria, ocupam os lugares no Parlamento deixados vagos por Isabel Oneto, João Paulo Correia e Eduardo Pinheiro.

477 Visualizações