Miguel Rodrigues reeleito presidente da Federação Distrital do Porto da JS

O XVII Congresso da Federação Distrital do Porto da Juventude Socialista decorreu no passado fim de semana na Escola Secundária Almeida Garrett, em Vila Nova de Gaia. Miguel Rodrigues foi reeleito para um novo mandato, num congresso que contou com a participação de Manuel Pizarro, Eduardo Vítor Rodrigues e Miguel Costa Matos e com a homenagem póstuma a Ernesto Santos.

Miguel Rodrigues foi reeleito presidente da Federação Distrital do Porto da Juventude Socialista no XVII Congresso Federativo da JS que decorreu no passado sábado, 12 de março, na Escola Secundária Almeida Garrett, em Gaia. Recém-eleito deputado à Assembleia da República, o jovem de Matosinhos, de 27 anos é, também, Secretário-Geral Adjunto da Juventude Socialista.

Na sessão de encerramento do congresso, Miguel Rodrigues afirmou que “a Juventude Socialista é maior estrutura partidária do país, o que significa que impende sobre nós a responsabilidade histórica e ideológica de construção de uma sociedade sem muros”. Para derrubar “os muros que nos separam à nascença” e debelar “desigualdades que nos afligem” a resposta é a ética socialista de defesa da liberdade e de uma geração de progresso.

“O progresso é uma casa para todos os jovens, sem nos prendermos com preciosismos de semântica sobre o arrendamento ou a compra”, disse Miguel Rodrigues. “É uma escola democrática para todas e todos, independentemente do seu código postal ou da sua condição de vida à nascença. O progresso é um Serviço Nacional de Saúde que não deixa ninguém para trás, que responde a uma pandemia com a mesma eficiência que responde a doenças crónicas e que responderá no futuro, se tudo fizermos para isso, aos problemas de saúde mental e de pessoas transgénero e transsexuais. O progresso é a igualdade para todos nas suas aspirações e na sua liberdade. É a igualdade de género, independentemente da orientação sexual, da etnia ou de qualquer outra escolha ou não escolha”, afirmou o presidente da Federação do Porto da Juventude Socialista que coloca também na agenda de progresso, “o emprego com direitos e salários dignos” que permita a emancipação dos jovens e a adaptação dos direitos laborais às novas condições de mobilidade no trabalho.

A Sessão de Encerramento do XVII Congresso da Federação do Porto da JS contou com a participação de Manuel Pizarro. O presidente da Federação Distrital do Porto do Partido Socialista enalteceu que “o futuro está na luta pelos nossos ideais solidários. Uma grande parte da luta pelos nossos valores de liberdade e de igualdade tem sido protagonizada por dirigentes, militantes, ativistas e simpatizantes da Juventude Socialista”. Destacando as vitórias do PS nas últimas eleições legislativas e autárquicas, em particular no distrito do Porto, onde o partido lidera 12 das 18 câmaras municipais e elegeu 19 deputados à Assembleia da República, Manuel Pizarro deixou claro que a representatividade socialista não se traduz “no poder pelo poder”, mas “no poder ao serviço das pessoas” com a preocupação em honrar os compromissos socialistas no contexto dos “novos condicionalismos criados pela guerra a somar aos problemas que a pandemia já tinha gerado”, reconhecendo que as jovens gerações “merecem viver num país melhor, com mais progresso e maior justiça social”.

No congresso da JS, marcaram ainda presença Eduardo Vítor Rodrigues, vice-presidente da Federação Distrital do Porto do PS, presidente da Câmara Municipal de Gaia e do Conselho Metropolitano do Porto, bem como Miguel Costa Matos, secretário-geral da Juventude Socialista.

Além de Miguel Rodrigues, reeleito para um segundo mandato, o congresso dos jovens socialistas elegeu Tiago Josué Ferreira como presidente da Comissão Política Distrital da estrutura.

A reunião magna da Federação do Porto da JS ficou marcada pela homenagem póstuma a Ernesto Santos, presidente da Junta de Freguesia de Campanhã, falecido no próprio sábado, 12 de março. Manuel Pizarro reconheceu o legado do autarca socialista com uma citação de Bertolt Brecht: “um homem que luta toda a vida, torna-se imprescindível”.  

1132 Visualizações