IC35: Obra há muito ambicionada avança em Penafiel

A consignação da primeira fase da empreitada do IC35 foi ontem formalizada em Penafiel numa cerimónia que contou com a presença do Ministro Infraestruturas e da Habitação, Pedro Nuno Santos.

Está finalmente formalizada a construção do IC35, em Penafiel. A cerimónia de Assinatura do Auto de Consignação da empreitada decorreu ontem na Câmara Municipal de Penafiel.

O investimento de 5,5 milhões de euros é financiado pelo PRR e coloca no terreno a primeira fase da obra, na ligação de Penafiel a Rans, numa extensão de 1,5 quilómetros. A fase final de projeto prevê o resto da ligação, até Entre-os-Rios, no total de 12 quilómetros. O prazo de execução da empreitada é de 450 dias.

“Aquilo que nós estamos a fazer é respeitar o povo, é respeitar quem trabalha, é respeitar quem merece”, afirmou o Ministro das Infraestruturas e da Habitação na cerimónia. “É, para mim, um orgulho enorme poder fazer parte de uma história que começa finalmente a concretizar o IC35”, disse Pedro Nuno Santos.

A Assinatura do Auto de Consignação do IC35 contou com a presença de Paulo Pereira, presidente da Câmara Municipal de Baião, Pedro Machado, presidente da Câmara Municipal de Lousada, Alexandre Almeida, presidente da Câmara Municipal de Paredes, de Mário Bruno Magalhães, vice-presidente da Câmara Municipal de Marco de Canaveses e de Nuno Araújo, presidente da Concelhia de Penafiel do Partido Socialista.

Na cerimónia, o Ministro das Infraestruturas e da Habitação assinalou ainda o avanço de outras acessibilidades no território, nomeadamente a ligação de Baião à Ponte da Ermida, a variante à EN222, em Castelo de Paiva, para ligar à A32, a ligação da zona industrial de Cabeça de Porca à A11, em Felgueiras, a variante que ligará Celorico de Basto à A7 e a variante à EN211 de Quintã/Mesquinhata.

635 Visualizações