Descentralização: Marco de Canaveses aceitou a transferência de todas as competências

Os deputados do Grupo Parlamentar do Partido Socialista eleitos pelo Círculo Eleitoral do Porto foram recebidos pela presidente da Câmara Municipal do Marco de Canaveses, Cristina Vieira.

Na reunião, participaram os deputados socialistas Carlos Brás, Cristina Mendes da Silva, Paulo Araújo Correia e António Faria, além do vice-presidente da autarquia marcoense, Mário Bruno Magalhães, dos vereadores, Clara Marques e Nuno Pinto, e do Chefe de Divisão da Educação e Saúde, Joaquim Santos.

Cristina Vieira, presidente da Câmara Municipal do Marco de Canaveses, deu conta aos eleitos pelo PS na Assembleia da República de que o município marcoense foi um dos que aceitou a transferência de todas as competências no âmbito da descentralização. A delegação da gestão das áreas da educação e da saúde já está em curso, iniciando-se no início do próximo ano a passagem para a autarquia das competências relacionadas com a ação social.

Um dos temas que preocupa a autarquia do Marco de Canaveses está relacionado com a cobertura da rede pública de abastecimento de água e de saneamento. Apesar dos investimentos levados a cabo pela autarquia desde 2017 e das obras em curso, é necessário reforçar a intervenção e aumentar significativamente a taxa de cobertura.

Em cima da mesa, estiveram ainda as questões relacionadas com a indústria extrativa no concelho, onde estão localizadas as pedreiras de Alpendorada, o maior polo de extração e transformação de granito do país. 

123 Visualizações