António Mendonça Mendes: PS não está disponível para pôr em causa o equilíbrio das contas públicas

António Mendonça Mendes foi o convidado do Plenário de Militantes “Garantir o Futuro” da Concelhia de Paredes do Partido Socialista.

No Auditório Paroquial de Louredo, o dirigente do PS e atual Secretário de Estado, defendeu que o Governo “preparou o Orçamento de Estado para 2022 a pensar na recuperação das nossas vidas”.

António Mendonça Mendes garantiu que o Partido Socialista está “disponível para aumentar o Salário Mínimo Nacional” e a “as pensões, em especial as mais baixas”, entre outras medidas que contribuam para a recuperação de rendimentos dos portugueses. Contudo, o PS “não está disponível para pôr em causa o equilíbrio das contas públicas”.

O Secretário de Estado afirmou que “só vale a pena estar no poder para resolver os problemas das pessoas”, continuando o caminho de recuperação económica assente na solidariedade e no progresso.

No Plenário de Militantes “Garantir o Futuro”, que decorreu no Auditório Paroquial de Louredo, participaram ainda Manuel Pizarro, eurodeputado e presidente da Federação Distrital do Porto do PS, Alexandre Almeida, presidente da Câmara Municipal de Paredes e José Carlos Barbosa, presidente da Comissão Política Concelhia de Paredes do PS e da Junta de Freguesia de Beire.

82 Visualizações