Artigo

António Costa no Porto: “Só um Governo do PS pode dar mais quatro anos de estabilidade política”

António Costa no Porto: “Só um Governo do PS pode dar mais quatro anos de estabilidade política”

29 de setembro de 2019

António Costa deslocou-se ao distrito Porto para três ações de campanha nos últimos dias. Para fazer ainda mais e melhor, o Partido Socialista recebeu uma grande manifestação de apoio e António Costa deixou a certeza de que só o PS pode garantir mais quatro anos de estabilidade em Portugal.

Este domingo, António Costa começou o dia de campanha eleitoral na marginal da Praia da Aguda, em Arcozelo, Vila Nova de Gaia. Muitas pessoas esperavam o Secretário-Geral do Partido Socialista num percurso repleto de desejos de sucesso nesta reta final para as Eleições Legislativas de 6 de outubro. António Costa cumprimentou os gaienses e conversou com vários simpatizantes e militantes socialistas que, satisfeitos com os últimos quatros anos de governação, deixaram claro que o voto no PS é a única solução para que as suas vidas continuem a melhorar e para que Portugal continue a trajetória de estabilidade, de reposição de rendimentos e de criação de emprego conseguida nos últimos quatro anos.

A arruada começou na Estação Litoral da Aguda e terminou junto ao Quartel da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários da Aguda, num contacto próximo com os populares e o comércio local. No percurso, António Costa esteve acompanhado pelo Presidente do Partido Socialista, Carlos César, pela Secretária-geral Adjunta, Ana Catarina Mendes, bem como pelo Presidente da Federação Distrital do Porto do PS, Manuel Pizarro e outros dirigentes socialistas locais, o Presidente da Câmara Municipal de Vila Nova de Gaia, Eduardo Vítor Rodrigues, o cabeça de lista pelo círculo eleitoral do Porto, Alexandre Quintanilha, e os candidatos a deputados pelo distrito. Todos marcaram presença na Aguda para demonstrar que é possível fazer ainda mais e melhor em Portugal.

Pavilhão de Matosinhos esgota para almoço-comício com António Costa

António Costa continuou em campanha este domingo no distrito do Porto. De Vila Nova de Gaia partiu para o almoço-comício em Matosinhos. O Pavilhão de Desportos e Congressos, na Senhora da Hora, esgotou para receber o Secretário-geral do PS. Depois da manifestação de apoio na Aguda, António Costa recebeu mais um voto de confiança rumo às Eleições Legislativas de 6 de outubro, com duas mil pessoas presentes.

Luísa Salgueiro, Presidente da Câmara Municipal de Matosinhos, estava em casa e foi a primeira a discursar dando as boas vindas a António Costa “o grande responsável pela retoma económica e pela devolução de confiança aos portugueses”. A autarca de Matosinhos congratulou-se os resultados alcançados pelo PS dizendo que “nestes últimos quatro anos, cumprindo as obrigações internacionais, mantendo o nosso compromisso com a Europa, nós fomos capazes de fazer aquilo que muitos consideravam impensável: fazer crescer a economia, fazer crescer o emprego, diminuir a dívida, diminuir o défice e manter as contas certas”.

Em Matosinhos, seguiu-se o discurso de Manuel Pizarro, Presidente da Federação Distrital do Porto do Partido Socialista. O líder federativo assinalou a presença de muitos cidadãos no almoço-comício, “o que mostra que o Partido Socialista é um partido aberto à sociedade”, e exemplo disso, é o facto de no Porto, Alexandre Quintanilha encabeçar pela segunda vez a lista de candidatos a deputados. Manuel Pizarro ainda destacou a presença de “um talismã para o PS”, e agradeceu a presença de Rosa Mota, que apoia “a corrida do Partido Socialista”.

O presidente da Federação Distrital do Porto do PS salientou que “o que se decide no próximo domingo é se o Governo do PS tem ou não tem força para continuar” e apelou ao voto quando falta uma semana para as eleições. Manuel Pizarro assegurou que “só há uma maneira de garantir um Governo de progresso, um Governo de justiça, um Governo de liberdade, e essa maneira é votar certo, é votar seguro, é votar no Partido Socialista e levar António Costa para Primeiro-Ministro uma vez mais”.

Augusto Santos Silva reforçou a ideia: “É preciso que todos votem, é precisa mobilização. Ninguém ganha eleições, se não no dia das eleições e através da contagem dos votos que são postos nas urnas”. O cabeça de lista do PS pelo Círculo Eleitoral de Fora da Europa, afirmou que é “absolutamente essencial combater a abstenção e mobilizar as pessoas”.Augusto Santos Silva afiançou que “o PS quer prosseguir o caminho de redução da taxa de desemprego, fazer a economia portuguesa crescer mais do que a economia europeia, devolver os salários, os rendimentos e os direitos e aumentar as pensões”. Para isso e para “reduzir a pobreza e as desigualdades, reduzir a dívida, manter equilibradas as contas públicas e recuperar a credibilidade do nosso país” é preciso que o próximo Governo seja “um Governo forte e do Partido Socialista”, disse Augusto Santos Silva.

António Costa: “Só um Governo do PS pode alcançar mais quatro anos de estabilidade política em Portugal”

O Partido Socialista tem razões que comprovam que é possível manter a confiança dos últimos quatro anos. Em Matosinhos, António Costa que liderou os destinos do País na última legislatura salientou que a primeira dessas razões “é que podemos dizer que cumprimos”. O Partido Socialista cumpriu “com os portugueses, com os parceiros parlamentares, com os compromissos internacionais e com a União Europeia”. Além dos bons resultados, há outra razão para reforçar a confiança: o PS mantém o desassossego de querer “fazer ainda mais e fazer ainda melhor”, disse António Costa.

Daqui a uma semana os portugueses são chamados a votar e António Costa deixa uma mensagem simples “quem quer mais quatro anos de Governo do Partido Socialista, no boletim de voto só encontra um símbolo, uma sigla e um nome onde pôr a cruzinha à frente”. António Costa destacou que “seja a forma que desejem, só têm todos um ponto em comum: é necessário votar no PS, para ter um Governo do PS e alcançar “mais quatro anos de estabilidade política” em Portugal.

Tal como Rosa Mota, campeã olímpica, António Costa apelou a todos para correr a maratona tendo em vista a vitória do PS quando cortar a meta na noite eleitoral: “É assim que nos temos que bater esta semana, aproximando-nos cada vez mais, para sermos os primeiros no próximo domingo”, afirmou António Costa em Matosinhos.

No almoço-comício em Matosinhos, António Costa não deixou de saudar o cabeça de lista pelo Porto Alexandre Quintanilha e todos os candidatos a deputados pelo círculo eleitoral do distrito. O líder socialista considerou que Alexandre Quintanilha representa a “coligação do PS com todas e todos os portugueses pelo futuro de Portugal” e demonstra “o compromisso do Partido Socialista com um modelo de desenvolvimento de inovação fruto da educação, formação, investigação científica e criatividade cultural que são o motor de desenvolvimento do futuro do nosso País”.

Fim de semana começou com Arruada de Santa Catarina

Na passada sexta-feira, António Costa alavancou a última semana de campanha com a tradicional Arruada de Santa Catarina. Os socialistas e os simpatizantes do distrito do Porto e da região norte compareceram em grande número para reforçar o apoio ao Partido Socialista. António Costa terminou a arruada apelando à “mobilização a cem por cento para dar mais força ao PS” na última semana de campanha eleitoral. A descida da Praça da Batalha até à Rua de Santa Catarina é um dos momentos mais aguardados e mais marcantes de todas as campanhas eleitorais.

Depois de dois dias no distrito do Porto, o Partido Socialista e António Costa encerram a campanha para as Eleições Legislativas de 2019, na próxima sexta-feira, 4 de outubro, com um grande comício no Coliseu do Porto.

69 Visualizações