Artigo

Santo Tirso garante ementas saudáveis em todas as escolas do concelho

685 Visualizações

Santo Tirso garante ementas saudáveis em todas as escolas do concelho

“Santo Tirso tem características únicas, com uma liderança que possui a visão de que os municípios têm funções e responsabilidades em termos de hábitos de vida saudáveis dos seus cidadãos”. Foi desta forma que o Secretário de Estado Adjunto e da Saúde, Fernando Araújo, elogiou o projeto-piloto “Alimentação Saudável” que arrancou esta segunda-feira, 5 de março, nas 36 escolas do Município de Santo Tirso. Na ementa constam frutos secos, como nozes e avelãs, fiambre de aves, pão de centeio, ovo cozido, atum em água ou fruta.

A Câmara Municipal de Santo Tirso arrancou com um programa de alimentação saudável nas cantinas de todos os estabelecimentos de ensino do pré-escolar e do 1º ciclo do concelho. A medida está inserida no projeto “Alimentação Saudável” que o Ministério da Saúde quer implementar no resto do país.

Numa visita à Escola Básica da Ermida, o presidente da Câmara de Santo Tirso, Joaquim Couto, e o secretário de Estado Adjunto e da Saúde, Fernando Araújo, participaram no lanche da manhã dos alunos. Pão com pouco sal, nozes e laranja fizeram parte da ementa. “Estamos a falar de um programa que envolveu a constituição de uma equipa multidisciplinar, com fiscalização rigorosa das dietas dos nutricionistas, procurando otimizar a educação nas escolas para a alimentação saudável”, explicou o autarca socialista Joaquim Couto.

A questão da educação, segundo o presidente da autarquia, é essencial, tanto mais que “normalmente são os filhos quem chama a atenção para colocar o cinto de segurança, para não fumar, ou para não beber”. “São eles, muitas vezes, os embaixadores das boas práticas na família”, observou.

Considerando que “este é um bom exemplo” que “deve ser replicado em vários municípios”, o secretário de Estado Adjunto e da Saúde espera que com este projeto seja possível “mudar a forma como as famílias olham para a alimentação saudável”.

“Olhamos, cada vez mais, para a saúde não só na vertente curativa, mas, sobretudo, na vertente preventiva, de modo a alterar os hábitos de vida dos portugueses, para que vivam mais anos, com mais saúde e mais felizes e isso começa nestas crianças”, enalteceu Fernando Araújo.

Também a bastonária da Ordem dos Nutricionistas, Alexandra Bento, elogiou a iniciativa da Câmara de Santo Tirso, realçando que a nova ementa das escolas “é claramente mais equilibrada e saborosa, apetecível e de acordo com as tradições e com a produção local”.

“Há uma consciencialização que é também preciso fazer-se em casa. É preciso mudar a mentalidade, organização e um projeto destes não é estático, é contínuo e de se envolver os pais na alteração de hábitos alimentares”, defendeu.