Artigo

Santo Tirso: Câmara abdica de 2,2 milhões a favor das famílias e empresas

112 Visualizações

Santo Tirso: Câmara abdica de 2,2 milhões a favor das famílias e empresas

 

Em 2018, a Câmara de Santo Tirso vai abdicar de 2,2 milhões de euros na cobrança de impostos a favor de famílias e empresas do concelho.

A autarquia deliberou fixar o IMI em 0,375 por cento, 17% cento abaixo do limite máximo legal, atribuindo ainda benefícios a famílias com dependentes a cargo, ou seja, quem tem um filho pagará menos 20 euros; quem tiver dois filhos menos 40 euros e quem tiver três ou mais filhos menos 70 euros.

O IRS tem uma redução de 5% e as empresas que se instalem em Santo Tirso e criem pelo menos cinco novos postos de trabalho, por um período de dois anos, ficam isentas de Derrama. Já quem tiver um volume de negócios inferior a 150 mil euros estará sujeito a uma taxa reduzida de 1,2 por cento.

“É um esforço que continuamos a fazer, no sentido de desonerar os orçamentos dos agregados familiares e das empresas”, salienta Joaquim Couto.

Só nos últimos quatro anos, as reduções no IMI, IRS e Derrama significaram uma diminuição da receita de impostos cobrados pela Câmara de Santo Tirso na ordem dos 11,6 milhões de euros. Um efeito que, segundo Joaquim Couto, se justifica, na medida em que “tem havido uma grande preocupação em ajudar as famílias do concelho e, por outro lado, incentivar a criação e fixação de novas empresas no Município”.