Artigo

PS QUER IR ALÉM DA TRÍADE “REDUZIR, RECICLAR E REUTILIZAR”, QUER ALTERAR HÁBITOS COLETIVOS

36 Visualizações

PS quer ir além da tríade “reduzir, reciclar e reutilizar”, quer alterar hábitos coletivos

 

Na sequência do debate sobre a redução de resíduos de embalagens que na sexta-feira teve lugar no Parlamento, o deputado socialista Renato Sampaio considerou que é “mesmo excessivo o número de embalagens que hoje são utilizadas”, mas alertou para a necessidade de se “atuar com sentido de responsabilidade, sem colocar em causa a sustentabilidade económica”.

Para o parlamentar, eleito à Assembleia da República pelo círculo do Porto, se “num primeiro momento [da política de resíduos] a prioridade foi dada ao tratamento destes, num segundo momento a prioridade foi, e continua a ser, encontrar soluções para um bom desempenho ambiental dos vários intervenientes na produção de resíduos ao longo de todo o ciclo económico”, procurando “a alteração de hábitos coletivos”.

Para Renato Sampaio, a política ambiental “é hoje muito mais que a tríade reduzir, reciclar e reutilizar”, pelo que considera que “para um ambiente sustentável” devem ser encontrados “instrumentos mais eficazes” que passem pela “responsabilidade dos produtores”, por “instrumentos financeiros adequados” e pelo reforço de “políticas de informação e sensibilização”.

O coordenador socialista da Comissão Parlamentar de Ambiente lembra, todavia, que estes são instrumentos que já estão consagrados no Plano Nacional de Reformas, já sendo, por isso, “preconizados pelo atual Governo”.

“É neste sentido que o Governo está a trabalhar: de uma forma integrada e não por impulsos momentâneos e inconsequentes”, rematou o Renato Sampaio.

Recorde-se que o tema esteve em debate na Assembleia da República no âmbito de iniciativas parlamentares de vários partidos, designadamente do PCP, d’Os Verdes e do PAN.