MANUEL PIZARRO

Facebook: https://www.facebook.com/manuelpizarro.mobilizaronorte
Twitter: https://twitter.com/MPizarroPorto
Instagram: https://www.instagram.com/mpizarroporto


Manuel Francisco Pizarro Sampaio Castro nasceu em Coimbra, em 1964, mas morou sempre no Porto e, desde os 2 anos de idade, na freguesia de Ramalde.

Licenciado em Medicina pela Faculdade de Medicina da Universidade do Porto, é especialista em Medicina Interna, tendo participado na criação da Unidade de Cuidados Intermédios de Medicina do Hospital de S. João, de que foi coordenador adjunto. Tem trabalho científico publicado na área da hipertensão arterial e das doenças auto-imunes. É membro da Sociedade Portuguesa de Hipertensão, da Sociedade Portuguesa de Diabetologia e do Conselho Português de Ressuscitação. Foi assistente da cadeira de Prática Clínica, na Faculdade de Medicina da Universidade do Porto e do curso de medicina da Escola Superior de Ciências da Saúde da Universidade do Minho.

Foi fundador da Federação das Associações Juvenis do Distrito do Porto e presidente da sua direção, entre 1986 e 1990. Foi fundador da Federação Nacional das Associações Juvenis Locais, a cuja Assembleia Geral presidiu até 2002. Foi sucessivamente eleito para a Assembleia de Freguesia de Ramalde entre 1989 e 2001. Foi membro da Junta de Freguesia de Ramalde entre 1998 e 2001. Entre 2002 e 2005 foi membro da Assembleia Municipal do Porto. Entre 2005 e 2008 foi vereador da Câmara Municipal do Porto.

Em 2005 foi eleito deputado à Assembleia da República (Xª Legislatura) pelo círculo eleitoral do Porto. No Parlamento, integrou a Comissão Parlamentar de Saúde, envolvendo-se diretamente em vários diplomas legislativos, entre os quais a Lei da Procriação Medicamente Assistida e o novo enquadramento legal para a transplantação de órgãos.

Foi Secretário de Estado da Saúde do XVII Governo Constitucional e Secretário de Estado Adjunto e da Saúde no XVIII Governo Constitucional. Enquanto Secretário de Estado foi responsável, entre outros, pela dinamização da reforma dos cuidados de saúde primários, pelo alargamento às crianças do programa cheque dentista, pela criação do Banco Público de células do cordão umbilical (Lusocord) e do primeiro banco público de gâmetas (no Centro Hospitalar do Porto) e pelo lançamento da 1.ª pedra do centro materno-infantil do norte.

Foi candidato, pelo PS, à Presidência da Câmara Municipal do Porto nas eleições autárquicas de 2013, tendo sido eleito Vereador. Estabeleceu um acordo de governação da Câmara com o presidente eleito, o independente Rui Moreira, ficando a tutelar o importante Pelouro da Habitação e Ação Social.

Ocupou múltiplos lugares de direção no PS, integrando o primeiro Secretariado Nacional de António Costa. Foi presidente da Comissão Política Concelhia do PS Porto e é, desde março de 2016, presidente da Federação Distrital do Porto.