Artigo

Pela primeira vez em 8 anos, taxa de desemprego fica abaixo dos dois dígitos

496 Visualizações

Pela primeira vez em 8 anos, taxa de desemprego fica abaixo dos dois dígitos

 

Segundo dados revelados esta terça-feira pelo Eurostat, a taxa de desemprego em Portugal durante o mês de março foi a segunda que mais desceu na União Europeia. Em comparação com o mesmo período do ano anterior, houve uma redução de 2,2% na taxa de desemprego, fixando-se agora nos 9,8%.

“Com o desemprego abaixo dos 10%, pela primeira vez desde fevereiro de 2009, e a criação de mais de 150 mil postos de trabalho num ano, validámos a confiança na nossa estratégia de recuperação dos rendimentos do trabalho como fator de crescimento e reforçámos a confiança dos portugueses no futuro”, afirma António Costa. “Mas o objetivo desta estratégia não se esgota na criação de emprego. O nosso objetivo é ter mais e melhor emprego”, destaca o Primeiro-ministro.

Para o chefe do executivo socialista, os valores do desemprego agora conhecidos são o “teste de algodão” que confirmam a inversão do ciclo.

“Porventura, aquilo que mais nos deve encher de satisfação, porque é aquilo que ajuda a reforçar a confiança, que ajuda a dar força à economia e que é o teste de algodão para o sucesso desta política económica, é o que está a acontecer com o mercado de trabalho”, sublinhou o Primeiro-ministro.

António Costa destacou ainda que a reversão do ciclo em matéria de desemprego aumenta a “população ativa” e afirma o “potencial de crescimento” económico no país.

“Inverteu-se o ciclo. Agora não é altura de partir, é altura de ficar e de regressar porque, apostando nas qualificações, as empresas que precisam de emprego qualificado têm Portugal como destino”, defendeu António Costa.

Recorde-se que, já na passada semana, também o Instituto Nacional de Estatística (INE) confirmou uma taxa de desemprego abaixo dos 10% durante o mês de março, sustentando a recuperação na dinâmica da criação de postos de trabalho.