Artigo

Outdoors da candidatura de Manuel Pizarro já estão na rua

1968 Visualizações

Outdoors da candidatura de Manuel Pizarro já estão na rua

A campanha de outdoors da candidatura de Manuel Pizarro à presidência da Câmara Municipal do Porto nas próximas eleições autárquicas já está na rua.

São 21 os outdoors que, sob o mote “FAZER PELOS DOIS. PELO PORTO, PELOS PORTUENSES”, se distribuem por toda a cidade. “Mas dentro de pouco tempo haverá mais 11”, afirma o diretor de campanha, José Lemos.

Com a assinatura de uma agência portuense, esta será uma campanha inédita, com a mensagem a surgir a dois tempos e, sem querer desvendar o conteúdo da segunda fase de outdoors, José Lemos lembra que “a comunicação política à moda do Porto tem de ser uma comunicação de verdade”.

“A campanha que hoje lançamos traz para o palco da comunicação política uma nova forma de comunicar, sem frases feitas ou promessas vazias” sublinha o diretor de campanha justificando: Manuel Pizarro é uma figura da cidade, com provas dadas ao longo de todo o mandato que agora termina. A afirmação sincera do que fez ao longo dos últimos quatro anos parece-nos ser a melhor forma de comunicar a sua vontade de prosseguir e ampliar o trabalho realizado”.

“Se Manuel Pizarro conseguiu mudar a vida de tantos Portuenses como vereador, o que não será capaz de fazer como presidente. Esta é a questão que se impõe e que tentaremos, ao longo de toda a campanha, fazer ver às mulheres e homens que vivem na cidade do Porto”, sustenta José Lemos.

Do ponto de vista gráfico, que pela sobriedade rompe também com os tradicionais cartazes autárquicos, o diretor de campanha afirma que se pretende afirmar três coisas: “a defesa da identidade da cidade, que comunicamos através da cor e de elementos identitários do Porto; a capacidade de Manuel Pizarro fazer acontecer, espelhada no slogan e que na segunda fase de outdoors será reforçada; e a afirmação do Partido Socialista, que, pela sua história pela defesa dos valores da liberdade e da igualdade, não aceita, em qualquer que seja a circunstância, ser diminuído na sua ação”.

Reduzindo para cerca de metade o número de outdoors colocados face à campanha de 2013, os socialistas do Porto afirmam que esta é uma campanha a pensar no Porto e nos Portuenses, pelo que será no contacto direto com a população que concentrarão grande parte da sua energia.