Artigo

Mensagem de Marcelo espelha “reconhecimento pelo trabalho feito pelo Governo Socialista”

213 Visualizações

Mensagem de Marcelo espelha “reconhecimento pelo trabalho feito pelo Governo Socialista”

João Paulo Correia, deputado eleito pelo círculo eleitoral do Porto, considerou hoje que a mensagem de Ano Novo do Presidente da República espelha “reconhecimento pelo trabalho feito pelo Governo do PS” e “confiança” na atual solução governativa.

“É uma mensagem de reconhecimento do trabalho positivo feito pelo Governo do Partido Socialista e também é uma mensagem que renova a confiança nesta solução governativa”, começou por afirmar o vice-presidente da bancada parlamentar socialista para, de seguida, enumerar políticas feitas pelo atual Governo.

O socialista, que falava aos jornalistas a partir da sede da Federação Distrital do Porto do PS, lembrou que na mensagem do Presidente da República de há um ano, este falava em estabilidade política, rigor financeiro e cumprimento dos compromissos externos, crescimento económico e justiça social, quatro desígnios lançados por Marcelo Rebelo de Sousa de 2016 para 2017 que, aos olhos do PS, foram “totalmente alcançados”.

“A pobreza diminuiu em 2017 e as diferenças entre os mais ricos e mais pobres também diminuiu muito graças a medidas implementadas como o aumento do salário mínimo (…). Mário Centeno foi eleito para o Eurogrupo e isso também mostra reconhecimento (…). O país viveu eleições autárquicas que correram com normalidade, num quadro positivo de baixa de abstenção”, descreveu o deputado do PS. Para além disso, “A mensagem do Presidente da República é mais um voto de confiança no Governo e um voto de confiança no Orçamento do Estado para 2018”, vincou.

“O desejo de que prossiga o caminho da política de recuperação de rendimentos, de redução da dívida, do défice e do desemprego, com mais crescimento económico são outras notas que realçamos na mensagem” do Presidente da República, declarou o deputado socialista.

“Estamos a dez meses de distância da apresentação do Orçamento do Estado para 2019, que será sempre um resultado da execução orçamental em 2018. Estamos confiantes que, tal como em 2016 e 2017, também em 2018 o Governo atingirá os resultados previstos em termos de rigor e de concretização dos objetivos de sustentabilidade”, disse.

“O PS encara a execução do Orçamento em 2018 com a mesma confiança do Presidente da República, das instituições internacionais e, mais recentemente, das agências de ‘rating’. É um Orçamento que mantém a linha política do Governo de menos défice, menos dívida, menos desemprego e mais crescimento”, completou.

Nas suas declarações à agência Lusa, o vice-presidente da bancada do PS referiu ainda que na mensagem do chefe de Estado não lhe passou despercebida uma chamada de atenção sobre “o necessário sentido de responsabilidade da oposição”.

“A oposição tentou sabotar o Orçamento do Estado para 2018 ao apresentar propostas de alteração que, entre medidas para o aumento da despesa e para a redução de receita, aumentariam o défice em mais de mil milhões de euros. Estamos certos de que o Presidente da República, que acompanhou o processo orçamental, também observou o grau de irresponsabilidade da oposição”, acrescentou o deputado socialista.