Artigo

Lousada é o 1º concelho do país com iluminação pública 100% LED

1386 Visualizações

Lousada é o 1º concelho do país com iluminação pública 100% LED

Lousada é o primeiro concelho do país a ter iluminação pública 100% LED. O investimento da Câmara Municipal, de 1,8 milhões de euros, permitiu a substituição das 12.500 luminárias e vai determinar uma poupança de cerca de 65% na fatura anual de energia do município, que ronda os 900 mil euros.

O Primeiro-Ministro, António Costa, esteve, na passada sexta-feira, no concelho, para ligar, oficialmente, as luzes, tendo elogiado também a gestão da autarquia lousadenses, que soube “poupar na iluminação pública para investir onde é preciso”.

“Hoje é um dia histórico para Lousada”, afirmou o Presidente da Câmara Municipal de Lousada, Pedro Machado, no início da iniciativa, já que o concelho é o primeiro do país com iluminação pública 100% LED.

Depois dos aumentos com as tarifas de energia (4%), em 2011, e da subida do IVA de 6% para 23%, alguns municípios viram-se obrigados a desligar a iluminação pública durante parte da noite ou a apagar algumas luminárias para diminuir as faturas. Foi o que aconteceu em Lousada que desligou, nessa altura, 3.000 luminárias, cerca de 25% de toda a iluminação pública, lembrou o autarca. “Tal medida causou bastante transtorno na população, mas foi a única solução”, sustentou.

Em 2015, depois da aprovação de uma candidatura do POVT, a Câmara Municipal de Lousada, em colaboração com a EDP, avançou para a substituição das primeiras 3.000 luminárias de vapor de sódio por novas luminárias de tecnologia LED. O sucesso levou o município a “avançar com a 2.ª fase do projeto, sem esperar sequer por novos fundos comunitários, tendo substituído mais 9.500 luminárias, conseguindo a cobertura total do concelho e voltando a ligar todas as que tinham sido desligadas em 2011”, explicou o Presidente da Câmara.

O investimento municipal rondou os cerca de 1,8 milhões de euros e a poupança na fatura anual do município, que em 2015 foi de 900 mil euros, será de 65%, “o que permitirá recuperar rapidamente o investimento realizado”, garantiu o autarca socialista.

A mudança traz uma “melhoria significativa nos níveis de iluminação pública no concelho e um forte contributo na proteção do ambiente, com a inerente redução das emissões de CO2”, defendeu o autarca Pedro Machado.

Para o Primeiro-Ministro este é um bom exemplo de gestão da coisa pública. “A iluminação pública corresponde a 20% dos gastos de energia do conjunto do sector público”, salientou António Costa, lembrando que foram muitos os municípios que tiveram de desligar luzes públicas. “Todos tivemos que tomar medidas para conter custos”, disse, lembrando que era à data autarca em Lisboa. “Foi necessário”, garantiu.

“Mas a lição permitiu aprender que há formas mais inteligentes de os municípios pouparem, sem apagar luzes e com ganhos de eficiência”, defendeu o Primeiro-Ministro. “Esta é uma boa lição de como poupar dinheiro aos contribuintes para investir no que é essencial, como nos equipamentos escolares, o que é ao mesmo tempo investir no país para que seja mais competitivo”, acrescentou.

“Lousada inscrever-se-á na história do país por ser o primeiro concelho a ter iluminação pública 100% LED”, sustentou.