Artigo

ALEXANDRE ALMEIDA ARRASA GESTÃO AUTÁRQUICA DO PSD EM PAREDES

708 Visualizações

Alexandre Almeida arrasa gestão autárquica do PSD em Paredes

No arranque da candidatura autárquica do PS a Paredes, que decorreu esta sexta-feira, 24 de fevereiro, em Besteiros, o candidato socialista, Alexandre Almeida, teceu fortes críticas à atual gestão autárquica liderada pelo PSD.

A lamentar ficou a “falta de transparência”, a má gestão, e os “projetos irrealistas” que “apenas serviram para o endividamento da Câmara Municipal de Paredes, cujo passivo disparou nos últimos anos”.

Alexandre Almeida lembrou “o maior mastro de Portugal e quiçá além-fronteiras” que, orçado em um milhão de euros, o PSD quis construir em Paredes para içar uma bandeira nacional com 25 por 16 metros. O projeto “megalómano e irrealista” haveria de cair por terra mas, no entretanto, motivou até a crítica cultural que, com uma música, ilustrou “a problemática colocação de mastro”.

“Depois andaram vários anos a iludir os paradenses com a criação de uma cidade inteligente no sul do concelho que iria resultar na criação de 150 mil postos de trabalho”, afirmou o candidato socialista, lamentando que “o único resultado que conseguiram” tenha sido “condicionar o PDM do concelho naquela zona”, o que fez com que “ainda hoje haja pessoas que querem construir lá uma casa e não conseguem”.

“Temos uma Câmara Municipal que vive do faz de conta, das grandes ilusões, da mentira, deixando o essencial para trás.”

No arranque da sua candidatura, Alexandre Almeida lembrou ainda a questão da água e saneamento que o executivo liderado pelo social-democrata Celso Ferreira deixa por resolver, com o concelho a ter “uma cobertura de saneamento que mal chega aos 40%” e muitas casas que “só têm água graças às pequenas cooperativas que existem em Paredes”.

A cidade desportiva, “que ia ser a maior do norte do país”, ou a Carta Educativa, que Alexandre Almeida considerou uma “oportunidade perdida” para o concelho, foram outras das duras críticas apresentadas ao executivo do PSD.

Alexandre Almeida fez também questão de sublinhar a situação financeira da Câmara Municipal de Paredes que, “absolutamente endividada, só neste último mandato fez dois resgates para não entrar em incumprimento”, pesadas faturas que serão herdadas pelo próximo executivo.

“Paredes precisa de uma governação diferente, de uma câmara que compreenda as necessidades das pessoas, que faça mais trabalho e menos show-off, de uma Câmara de boas contas”, destacou o presidente da Federação distrital do PS Porto, Manuel Pizarro, que assegurou que “com a candidatura de Alexandre Almeida Paredes tem futuro”.

Domingos Barros, presidente da comissão de honra da candidatura socialista, também não tem dúvidas: “Alexandre Almeida é um homem sério, de grande valor e diálogo, com grande capacidade de trabalho e um profissional competente. Vai dar um novo rumo ao concelho de Paredes”.